quinta-feira, 14 de abril de 2011

General chama SBT de "empresa falida" e clima fica tenso nos bastidores de "Amor e Revolução"

Amor e Revolução” estar no ar há pouco mais de uma semana e já faz ferver os bastidores da televisão.

A Associação Beneficente dos Militares Inativos e Graduados da Aeronáutica (ABMIGAer), em documento divulgado na internet, organiza um abaixo assinado para tirar a novela de Tiago Santiago do ar. Até agora conta com apenas 300 assinaturas e se diz “caráter urgentíssimo”.

José Luiz Dalla Vecchia, secretário da ABMIGAer, acusa a emissora de ter fechado acordo com o Governo Federal para que o folhetim levantasse a bandeira da Comissão da Verdade – que pretende esclarecer casos de violação de Direitos Humanos ocorridos entre 1946 e 1988. E isso fica explícito nesta parte do documento: “Parece-nos que se trata de um acordo firmado com o empresário Silvio Santos, visando o saneamento do Banco Panamericano. As Forças Armadas não devem permitir que tal novela seja exibida.”.

O autor da novela, informou, no entanto, que o projeto de "Amor e Revolução" já existe há 15 anos e quando começou não sabia quem iria ganhar (Dilma) ou perder (Serra) as eleições de 2010, muito menos quem seria candidato. Tiago diz ainda que pretende ser o mais imparcial possível, tentando mostrar os dois lados da moeda. Entretanto nos depoimentos que vão ao ar no final da novela observa-se o contrário: são pessoas falando mal da ditadura e das forças armadas, o quanto sofreram, “sem que mostre o lado dos militares, as justificativas de quem deu o golpe”. A produtora da novela, Bruna Mathias, que organiza esses depoimentos, já tem 70 vídeos de pessoas que foram torturadas. Já o número de discursos da direita é inexpressivo: apenas dois. “E não são com os cabeças”, diz Bruna.

O coronel Gélio Fregapani, que integrou o antigo SNI (Serviço Nacional de Informações, agência de inteligênciacriada em junho de 1964), confirmou ao JT que também foi convidado pelo SBT para colaborar com o folhetim, mas não aceitou. “Estamos num momento em que temos confusões internacionais, logo virá uma guerra mundial e essa novela está reavivando uma ferida que só irá colaborar para a desunião”, disse ele. E completou, dizendo que “a forma do exército se manifestar nunca foi fazendo abaixo-assinado. E, sim, colocando os tenentes na rua e isso não seria o caso.”.

Outro general, o Durval Antunes Machado Pereira de Andrade Nery, que participou da cerimônia de concessão da TVS à Silvio Santos, diz que a novela faz um retrato negativo das forças armadas, que dominaram o país na década de 60. Para ele, é “sem sentido uma empresa falida, pertencente a um homem que já foi do governo militar, mostrar que as Forças Armadas não prestam”. Segundo Nery, a novela “não mostra que os guerrilheiros também saqueavam, sequestravam e hoje estão aí impunes, em cargos públicos”.

O SBT preferiu ficar inerte e não comentar o caso.

Com informações do blog "JT Variedades", do Estadão

9 comentários:

  1. A novela é muito ruim, mas não a ponto de ser tirada do ar!

    ResponderExcluir
  2. Veja como colocar um mapa do site em blogs do blogger de forma automatica, acesse http://dicasparablogs.bahiaemfocos.com e veja as dicas para este assuntos e muitos outros para fazer blogs.

    Att
    www.br30.com Redirecionador de sites e urls Gratis

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM SEU POST PARABÉNS!!!!!

    QUERIA CONVIDA-LO A DIVULGAR SEUS LINKS

    AQUI NO DONDRAS


    DONDRAS.BLOGSPOT.COM

    E AUMENTE SUAS VISITAS!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. O general fala que logo virá uma guerra mundial!!

    Isso é mais sério do que eu pensava!

    ResponderExcluir
  5. Espero que os militares tomem uma atitude,nao contra a novela mencionada,mas criando um novo estado brasileiro aonde ladrao va pra cadeia ou cadeira eletrica e que o cidadao trabalhador volte a ter liberdade de andar pelas ruas.Quero direitos humanos para os humanos direitos.

    ResponderExcluir
  6. meu, os militares querem silenciar a midia de novo? de outro golpe militar então kkk

    massa de mais essa briga, SBT win

    mas to nem ai, não assisto essa novela mesmo, mas queria que mostrassem os terroristas tambem, alem de gente simples que apenas queriam liberdade que era a grande maioria que deve ser respeitada

    ResponderExcluir
  7. Isso mostra a fantasia que uma pessoa que tenha que justificar o golpe tem que viver. Afinal, quem eram os subversivos da pátria, traidores do povo, senão uns covardes que entregaram o brasil numa dívida monstruosa com o primeiro mundo? guerra mundial?!?! confusão internacional!?!? esse mesmo discurso serviu para torturar no pau de arara quem duvidasse, e encheu o bolso de muito melica e simpatizante.

    ResponderExcluir
  8. Que o senhor abravanel comeu na mão dos generais para conseguir a concessão não há duvida,assim como nenhum meio de comunicação se manteve sem tratar o regime a pão-de-ló (que o diga os marinhos e seu fantástico crescimento). Mas não acho que exista melhores indicados do que esses para mostrar como foi. Afinal, quem viria, os militares, os desaparecidos? tem um radialista em minha cidade que é só falar em "divulgar documentos secretos" que ele solta perolas do tipo "isso só interessa as familias de desaparecidos" e "e nos que tivemos que aguentar a ditadura?" com uma bonita placa no hall da radio para o senhor paulo maluf (na epoca era do partido ARENA)e usando aqueles oculos escuros tipicos de general deve ter sido mesmo dificil. No minimo deve ter algum documento sobre as concessões que recebeu.

    ResponderExcluir